21.6.07

Viagem à Boleia pela Europa... Adiada!

Não tenho e não posso fazer outros investimentos que não as viagens... Neste momento de vida a sociedade não permite nem deixa que as pessoas possam organizar as suas vidas. Comprar casa, um carro, ter uma família, enfim... ter toda essa estabilidade que andamos a procurar e que raramente a encontramos. Mas questiono-me: Será realmente isso que quero para a minha vida? Será que quero porque os outros assim me dizem para o querer? Será que o sinto verdadeiramente? Que tipo de vida ando aqui neste mundo à procura???? Ainda não sei... Sinto-me assim nos últimos dias. Perdido, descontente, triste e confuso. Não sei o que quero. Não sei onde quero estar. Não sei o que fazer. Acho mesmo que este dilema é de pensar muito. Ou talvez como diz uma prima minha: "é a crise dos 25!". Será que haverá a crise dos 25? Ou estarei eu em processo de maturação e crescimento interior? Será talvez estupidez, creio...
Mas apesar desta rebelião de sentimentos, apenas sei que quero e posso investir... em viajar. Viajar exterior e interiormente, porque uma viagem permite isso mesmo! Crescer! Sim, isso dá-me prazer e voracidade. Dá-me força de viver. Alegra-me. Sinto-me outro... há dias estive a ponderar com uma amiga irmos, os dois, realizar uma loucura: Visitar a Europa à Boleia! Que ideia genial! Eu e ela estávamos mais do que entusiasmados, até porque, ela está quase trintona (e queria fazer na vida ao menos uma loucura com gosto, já que as outras que faz não lhe sabem tão bem...) e eu porque queria experênciar uma aventura destas com alguém que gosto muito... queria ter alguém especial ao meu lado para poder comentar e viver toda a experiência... sozinho não seria boa ideia, e com pessoas que não me dizem quase nada, também não seria o ideal.
Itinerários marcados, contactos efectuados, amigos avisados, reuniões de ponderação, pacto de amizade estabelecido. Surge imprevisto. Já me tinha comprometido com umas amigas ir viajar para os Açores. Não poderia deixar de não o fazer, e compromisso é compromisso. Sempre fui assim! Criei então expectativas a mim próprio numa viagem louca, cheia de aventura, adrenalina e emoção. Criei também desilusão na amiga e companheira da viagem à boleia. Já não quer realizar mais esse tipo de aventura. "Para o ano" - disse-lhe eu. "Vamos quando vier dos Açores, então" - retorqui, Mas nada. Nada já a demove da ideia de não ir. "Já estou quase mesmo trintona. Isto era apenas um sonho que sempre tive, mas sei que não vou realizar" - respondeu. Fiquei perplexo ao saber que já não quer lutar mais por um sonho. Não quer adiá-lo. Não quer sonhar ainda mais... Quer apenas, e simplesmente, desistir dele!!! E eu? Será que também terei outra oportunidade para o fazer? Será que outro alguém esteja disposto a fazê-lo comigo? Não sei... a vida o dirá. Mas uma coisa tenho certa. Não desistirei desta ideia, até porque já nos ofereceram o mapa das estradas da Europa! Nem que não seja só para não deixar mal o amigo que nos ofereceu!...

3 comentários:

Mariana disse...

Meu encanto quero tanto a tua felicidade como a minha mas... Ainda nao tiraste essa ideia das boleias da cabeça pa? Bolas que és teimoso.

claudio disse...

olha não desistas desse sonho!!!! sou dos Açores(S.Miguel) e também tenho esse sonho tenho 20 anos e também me sinto perdido lol, nunca e tarde para fazer isso. boa sorte espero que realizes essa viagem depois post isso aki no blog.

Tantra disse...

Olá Claudio!
obrigado pelo comentário e pela visita ao blog. Quanto ao sonho... tenho a esperança que um dia o possa fazer. Por enquanto, vou realizando outras aventuras por aí conhecendo o mundo fora. Adoro os Açores! ;)
Forte Abraço