26.7.10

Desci o "Rio Li" numa Canoa de Bambu


(06.04.2010)
Após termos realizado o check-in no hostel próximo à estação dos comboios de Guilin, dirigimo-nos , juntamente com a nossa guia, num carro alugado, até Yangshou - uma localidade próxima, situada, aproximadamente, a 1 hora do local onde estávamos. O carro não estava nos planos, como combinado com a Emy. No entanto, levou-nos o mais depressa possível para lá, uma vez que ficaríamos na cidade apenas 1 dia. 

A sala do "Guilin Flowers Youth Hostel" onde ficámos alojados

O tempo encoberto e cheio de nevoeiro não serviria de bom agouro às imagens planeadas na minha cabeça após ter pesquisado na internet um pouco mais sobre Yangshou. Contudo, deixámo-nos ir. Segundo informações da nossa guia, "não nos iríamos arrepender". E confio!

Entro para uma canoa feita de ramos de bambu, com alguns acentos improvisados com cadeiras amovíveis que dão para, pouco mais de 4 ou 5 pessoas. Sem receios, aceito sem medo, e sento-me nela. Partimos pelo rio Li fora. 

 Canoas de Bambu no Rio Li - Yangshou


Olho à minha volta e à medida que vamos descendo pelo rio, fico cada vez mais extasiante com a paisagem. Se primeiro estava esmorecido pelo tempo, agora acredito ter tido uma sorte incrível por descê-lo desta forma mística que só nós experienciámos. As nuvens cobrem parte das enormes montanhas verdes que circundam as margens largas do rio, dando um ar incrivelmente belo. De qualquer forma, acredito que o rio Li é, sem dúvida um lugar de paixão para qualquer um que por aqui passe, quer esteja sol ou a chover torrencialmente. 

 Margens do Rio Li


Sento-me na cadeira da frente desta canoa frágil e apenas me deixo embalar pelo balancear das pequenas ondulações. Olho mais uma vez á volta e tudo é TÃÃÃOOO encantador, que nem sei muito bem com que palavras descrever esta beleza. Sinto que nenhum lugar como este é tão mágico. Contudo, tenho receio de dizer o mesmo da maior parte dos sítios por onde vou passando. Mas a verdade é esta: 

- sou um ser apaixonado pelo mundo e por tudo o que me rodeia quer seja ou não considerado belo segundo os conceitos dos outros! Sinto que, grande parte das coisas me faxinam e entusiasmam!


Mas o Rio Li não é mais um lugar comum, como todos os outros. Sei que não! Este é o lugar onde poderei fechar os olhos e, lentamente, cheirar a natureza pura enquanto a brisa fresca toca no meu rosto. Neste lugar dou por mim a modificar as minhas emoções de forma tão subtil que, fisicamente, é também visível esse estado: um leve, mas vincado, sorriso de um contentamento de tranquilidade brota dentro de mim, enquanto permaneço de olhos fechados. Uma calma securizante invade-me. E aqui despojo-me de todos os meus pensamentos. E vivo, apenas! Sentindo… 


7 comentários:

Tuanita disse...

Perante a possibilidade de uma viagem à China (daqui a um ano) ando no google literalmetne a "passear"... E encontrei o teu blog!
E dou-te os parabéns porque nem dei pelos últimos 45 minutos passarem :-) o que não é muito bom sinal, tendo em conta que ainda estou ao serviço (férias só amanhã! às 18h...)
Pelo que percebi és adepto do vegetarianismo... Diz-me: um vegetariano consegue sobreviver na China? Essa dúvida é, neste momento, o meu principal entrave. Não me apetece muito passar fome nem correr o risco de me espetarem com um pedaço de carne de cão no prato...
Mas vi as fotografias que tiraste e a vontade de lá ir está a crescer... muito!...

Tantra disse...

Olá "Tunita"!!!
Obrigado pela tua mensagem. Gostei muito de a ler. Sim, sou vegetariano e estava com o mesmo medo que tu. Relativamente às comidas, poderás sempre optar por restaurantes que tenham o menu em inglês e assim torna-se mais fácil de perceber em que é consiste cada ementa. Contudo, não é totalmente seguro, porque alguns deles (mesmo comida que aparentemente não leva carne) podem ser cozinhada com caldo de carne.
Se fores para o interior rural da china terás,certamente, mais dificuldades (quer de língua, quer de comida). Mas poderás optar sempre, num dia que se torne mais complicado,por fruta, iogurtes, sandes, etc... Mesmo com esse receio, aconselho-te VIVAMENTE a experimentares uma viagem pela China. Vais Amar! Mais tarde, poderei, certamente, dar-te mais algumas dicas.

Um beijinho
Nélson

Tuanita disse...

Olá Nélson! Muito muito obrigada por teres respondido!
A oportunidade que me apareceu esgotou em 24h, só tive mesmo tempo de vaguear pelo Google e escrever-te o comentário: ontem à noite ligaram a avisar que tinha esgotado.
Enfim.
Inicialmente fiquei triste como a noite, pensei que nunca iria sentir a aquela calma de que tu falas nos posts… mas depois espevitei e lembrei-me que há muita gente que viaja para a China sem ser integrado numa visita guiada pré programada: tu, por exemplo! Não há-de ser assim tão difícil!
:-)
e portanto, o bichinho da China cá fica, por período indeterminado…

Mais uma vez obrigada. E boas viagens! (desculpa o abuso, mas já me inscrevi como tua seguidora… é o que dá tirares fotografias porreiras!)
Beijinhos
*Joana*

Anônimo disse...

bem... adorei o teu blog!
parabéns!

também adoro viajar e China está sem dúvida na minha lista de viagens a fazer.. :)

vou continuar a ler-te!!

beijinhos
Daniela

Ninuska disse...

Até eu fiquei extasiada ao ler este post! Tenho dois amigos que partem no próximo mês para estas paragens. Vou recomendar-lhes o blogue! PPor mim, vou continuar a espreitar-te.

Ah e adorei a imagem do hostel! Eu que sou fã desses pequenos spots!

Boas viagens!

Verônica disse...

Olá,

Muito legal sua viagem a China deve ser um país com muitas curiosidades para se aprender, parabéns pelo blog.

Abraços,
Verônica
http://www.falaturista.com.br/destino/hotel-curitiba

DAlmeida disse...

Nomeei este blogue para o "The Versatile Blogger" award. Para dar sequimento à iniciativa é só consultar as regras:
http://divalmeida.wordpress.com/2011/12/17/versatile-blogger-award-crypt-nominations/