3.6.09

Fim de Semana nas Minas de São Domingos

Ir a Mértola.
Descobrir as velhas minas abandonadas de São Domingos.
Descansar até tarde e aproveitar para mergulhar nas praias fluviais.
Um fim-de-semana completo.
E sem grandes custos.
Vai fazer quase um ano, no próximo mês de Agosto, que estive nas Minas de São Domingos, e só neste momento tenho tempo para poder descrever os bons momentos passados nela, sempre em boa companhia, junto de amigos e família.
Com alguma distância do tempo, olho agora para as fotografias que tirei e sorrio. Sorrio muito e sinto o quão divertido foi este fim-de-semana, aconselhando a qualquer um a passar por lá.
Os amigos de viagem
Instalados na margem direita do Rio Guadiana, Mértola é um bom exemplo do Alentejo no seu melhor. Toda matizada de pequenas casas brancas, pessoas simpáticas e muito para visitar. Por isso mesmo, e apesar de em Mértola o relógio parecer que anda mais devagar, tempo é coisa que não vai sobrar nesta proposta de fim-de-semana.
Vista da cidade de Mértola
Praia Fluvial do Pego Fundo, Alcoutim
De carro, fomos ao encontro da Cláudia e do Pedro que já estavam instalados, dias antes, na Pousada da Juventude de Alcoutim. Agarrámos neles e dirigimo-nos até à Praia Fluvial do Pego Fundo, em Alcoutim, uma praia fenomenal, de bandeira azul pela qualidade da água e equipada com as melhores infra-estruturas. Uma pequena represa construída num braço da ribeira de Cadavais forma um caudal de águas pouco mexidas, de temperaturas agradáveis, à beira das quais se pode passar um dia de refrescante descontracção, brincadeiras e risada geral. A rodear o caudal, um jardim com sombras, um campo de voleibol de praia, equipamentos para ginástica, parque de estacionamento, bar e balneários que incluem cabines de duche convidam a desfrutar um dia em família, pois além dos apoios balneares, esta praia é vigiada por um nadador salvador. 5 estrelas. Mesmo! As brincadeiras na praia fluvial Ao final do dia passeamo-nos pelo centro de Alcoutim, nas suas ruelas tortuosas que guardam "segredos" de outros tempos, precisamente por ter sido palco de muito contrabando, donde restaram para os dias de hoje grande amizades e laços culturais com os vizinhos espanhóis da margem esquerda do rio Guadiana que os dois povos partilham.
São Lucar del Guadiana, Espanha
Do outro lado do rio, ali logo em frente, encontra-se a nossa vizinha Espanha, uma pequena vila chamada São Lucar del Guadiana. Há tradição nestas duas terras (Alcoutim e S. Lucar) de realizarem as procissões e romarias em conjunto. Durante a nossa estadia estavam a ocorrer as festividades de verão. Nossa Senhora é adorada e atravessada de barco (pela inexistência de uma ponte já reclamada) para a outra margem (ou seja, para outro país!) e lá dão continuidade às festividades.
De um lado Portugal (onde estamos) e do outro Espanha
Nos dias seguintes, recomendados por amigos, aproveitamos para irmos até à praia fluvial das Minas de São Domingos, situado dentro do concelho de Mértola, a 18km do centro da cidade.
Considerada no século XIX um dos mais importantes centros de extracção de cobre da Europa. Hoje as minas estão desactivadas, como de resto acontece desde 1967, contudo, muitas pessoas continuam a visitar esta antiga comunidade industrial. Aqui tudo foi construído e pensado em função desta actividade. Casas, estradas, e até mesmo uma linha de caminhos de ferro, a primeira em Portugal. Por isso mesmo, ao chegar é inevitável um exercício de memória. A sensação é de se ter recuado no tempo, e é normal dar por si a tentar perceber como seria a vida desta aldeia há um século atrás.
Praia Fluvial das Minas de São Domingos, Mértola
A praia fluvial das Minas de São Domingos é algo extraordinário. Com uma extensão de água considerável, estendemos as nossas toalhas na areia que ali foi colocada para nos dar ideia de estarmos em plena praia. Nesse local, por baixo da sombra das árvores, descansamos e fugimos do sol tórrido existente em pleno verão alentejano. Uns aplicam-se na leitura de livros ou do jornal diário, enquanto outros aproveitam para dar uns mergulhos e praticar algum exercício através da prática de canoagem.
Um fim de semana diferente. A baixo custo: sem grandes despesas e com muito muito divertimento. Para quem não conhece recomenda-se, genuinamente. Para quem já conhece recomenda-se a divulgação e o retorno num fim de semana próximo. Lá nos encontraremos!

Um comentário:

Lucida disse...

Boa sugestao, N., vu aprovetá-la assim que puder.

Beijinhos!